Dia 99 – Legado

legado
1 Reis, 2:1-3 – (1) Ora, aproximando-se o dia da morte de Davi, deu ele ordem a Salomão, seu filho, dizendo: (2) Eu vou pelo caminho de toda a terra; sê forte, pois, e porta-te como homem.  (3) Guarda as ordenanças do Senhor teu Deus, andando nos seus caminhos, e observando os seus estatutos, os seus mandamentos, os seus preceitos e os seus testemunhos, como está escrito na lei de Moisés, para que prosperes em tudo quanto fizeres e por onde quer que fores,

A vida é um evento muito complexo. Somos derivados da consolidação de dois amores conjugados e dessa experiência nos é doada a centelha que nos torna conscientes da sacralidade e vulnerabilidade. Somos despertos pela luz que substitui a segurança da caverna e a aventura se dá.

Aos poucos vamos descobrindo caminhos, digerindo experiências, amores e dores. Tudo empilha-se e vamos nos tornando seres sábios que compreendem a extensão do dia anterior, sua validade e profunda mudança que acarreta. Com os anos vamos aprendendo a não perder as oportunidades que nos empurram para frente ou insistentemente nos afundam em mágoas pois elas são os degraus que nos elevam a solidificar a experiência como algo intangível e paralelamente extremamente sólido.

Em um determinado instante damo-nos conta que em nosso quarto escuro temos um homem em sua cadeira de balanço. Seu silêncio parece uma ausência mas de fato é respeito ao exercício da vida que nos é doada. Perceber sua presença é sentir que há algo além da solidão e que fazemos parte de algo maior que se resume a ele. Permitindo sua voz, as cortinas  se abrem e mergulhamos fundo na experiência de ter nas mãos todas as chaves que destravam as incoerências anotadas e tornamo-nos integrantes da vida expressa por ele.

A vida, enfim, é uma experiência pessoal. Abrimos e fechamos portas, encerramos cercas que nos protegem e deixamo-nos invadir. Deus nos deu, pela consolidação do amor humano de nossos pais, a chance de sermos únicos para que percebamos o pertencimento a Ele e nossa comunhão aos outros. Essa experiência só se torna positiva quando percebemos que existe um mosaico no mundo e que as almas serpenteiam pelos labirintos de seus amores e paixões. Todos nós somos derivados da mesma fonte e estamos aqui para aprendemos e, consolidando nossa sabedoria, aprofundarmos as nossas experiências sociais para tornarmo-nos enfim um só no mar dos olhos do homem na cadeira de balanço.

As experiências precisam ser cíclicas mas precisam avançar positivamente. Somos seres celestiais que aprimoram-se pela dedicação à composição de sua sabedoria. Não somos pontuais mas elos de correntes que carreiam a divindade de cada um. Nosso conhecimento precisa ser perpetuado e, tal qual o amor dos seres que se unem para perpetuar a centelha, a sua alimentação é obrigação daqueles que a geram.

A família tem esse papel fundamental. A percepção da experiência divina é instintiva como o é o semear da semente. Não se dá pela força mas pela natureza do encontro da semente e da terra. A semente é plantada por Deus e a terra é o próprio indivíduo. A família é aquele que escorre seu suor em sangue para arar a boa terra, respeitar as estações para a semeadura e pacientemente alimentar a irrigação e proteger das ervas daninhas que insistem para que não vinguem.

David pediu a seu filho que, como ele, seguisse o caminho prescrito. Deus, suas regras, leis, amores. Esse é o caminho e o verdadeiro legado.

Pais não deixam patrimônio, terras ou bens. Deixam, de fato o eu que emerge da semeadura em que labutaram a família desde a concepção. Negar a verdade absoluta de que somos derivados e herdamos o que somos é demonstrar a inaptidão para se ser quem é.

Bens são importantes para consolidar poder. A personalidade descrita pelo eu descoberto é importante para saber o momento perfeito para sentar-se ao lado da cadeira de balanço e ouvir a melodia da voz dele. Esse é o maior de todos os legados, definitivamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s