Dia 40 – A Benção Divina

Imagem
 
Números, 6:23-27 – (23) Fala a Arão, e a seus filhos, dizendo: Assim abençoareis os filhos de Israel; dir-lhes-eis: (24) O Senhor te abençoe e te guarde; (25) o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; (26) o Senhor levante sobre ti o seu rosto, e te dê a paz. (27) Assim porão o meu nome sobre os filhos de Israel, e eu os abençoarei.

 

A bênção é um exercício contínuo.  Por ela lembramo-nos da dádiva de partilhar a vida com nossos irmãos e comungar num Deus que vai muito além do limiar que adivinhamos na vida. Deus é o além-fronteiras, aquele que encerra em si a majestade de uma supremacia única e sua bênção é o convite a lembrar-se de fazer parte desta entidade.

 

Lembrar de Deus é uma ação cotidiana. A maravilha dele está em tudo, mas principalmente na razão que nos leva a enxergar esse todo. Deus é aquele que propicia a vida e, portanto,  por ela podemos perceber que existe um mundo exterior a nós e partilhamos o caminho.  Deus prevalece e está contido em tudo. Sua bênção é o reconhecimento de fazer parte dessa integração.

 

Benzer e ser benzido. Agir e receber as águas límpidas e doces de Deus é comungar com toda a humanidade,  repartindo o pão da vida. Deus fez-nos e fez também o amor que rege nosso desejo de sermos abençoados e querermos o mesmo a quem amamos. Isso é ser santo e atingir  a amplitude de Deus nessa santidade. 

 
Que Deus abençoe-nos cotidianamente, lavando nossas almas nas águas de sua misericórdia e nos iluminando o caminho para o retorno ao sopro.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s