Dia 38 – Somos os Filhos de Israel

Imagem

Números, 2:34 – Assim fizeram os filhos de Israel, conforme tudo o que o Senhor ordenara a Moisés; acamparam-se segundo os seus estandartes, e marcharam, cada qual segundo as suas familias, segundo as casas de seus pais.

 

Dia após dia, as mãos cansadas e marcadas pelo sol semeam o campo,  fazendo aquilo que lhe foi ensinado pelo pai, antes pelo avô, e assim desde o princípio dos tempos. A teoria científica explicada como a semente germina, e a explicação é sobre a forma que Deus encontrou para gerar o alimento que sacia a nossa fome.

 

O milagre de Deus não é particular, mas estado de coisas.  Ele criou tudo para que se comportasse segundo regras e essas regras são as bases científicas que desvendamos. Não descobrimos,  mas desnudamos o pensamento construtor de Deus no mundo.

 

Deus separou as 12 tribos de Israel e organizou-as para seguir sua trilha para Canaã. A cada família coube um estandarte, um brasão, uma missão.  A família de Levi cuidou dos tesouros sagrados e as outras 11 dos exércitos que cuidavam-se mutuamente.  Parte à frente, parte atrás,  ocidente e oriente e, ao centro, Levi.

 

Deus não operou milagres na particularidade de cada situação, mas na vida e na história daquele povo. O milagre de Deus,  sua grande misericórdia expressa no amor, na justiça e no respeito se deu e ainda se dá na concepção e não na execução.  Deus opera na construção do fundamento do mundo e a nós cabe o milagre cotidiano na direção de nossas vidas pessoais e da sociedade em que nos inserimos.

 

Sempre haverá no mundo tudo o que nos cerca. Deus nos inspirará a irmos além do superficial balizados na sua lógica construtora, e daí criaremos remédios,  curas, técnicas,  alimentos. Nada descoberto, mas desnudado.

 

Deus é a unidade fundamental das ciências. Por ele surgem os fundamentos que parametrizam o conhecimento e sua aplicação.  Seu milagre é o da concepção de tudo e as milhares de conexões. Nossas almas, limiar do sopro de Deus,  nos fazem igualmente gloriosos e partícipes dessa concepção. A ciência é a compreensão de nossa presença naquele momento.  Deus se expressa também pela nossa compreensão do mundo por ele criado através da consciência de sermos testemunhas do momento inicial.

 
Cada um de nós somos as 12 tribos de Israel. Mantendo o nosso sagrado ao centro, como a família de Levi, e nas demais assegurando a salvaguarda dessa sacralidade, estamos aptos a percorrermos nossos caminhos e chegarmos à terra prometida. No caminho, aprenderemos mais de nós mesmos, nossas capacidades e a peculiar majestade do pensamento lógico de Deus ao construir tudo o que nos cerca. Somos todos os filhos de Israel, e carregamos pelo sopro a sacralidade da tenda das revelações. Nossa alma é a família sacerdotal de Arão, guardando e perpetuando as leis de Deus. 
 
Somos complexos, como é complexo aquele que nos criou. Nossa complexidade deriva da complexidade original pois em última instância somos partes daquela divindade. Nosso caminho pelo deserto até Canaã é o momento da construção de nossa sabedoria para a consciência da profundidade desse pertencimento. 
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s