Dia 28 – Ser e Pertencer

Imagem
 
Levítico, 4:13-14 – (13) Se toda a congregação de Israel errar, sendo isso oculto aos olhos da assembléia, e eles tiverem feito qualquer de todas as coisas que o Senhor ordenou que não se fizessem, assim tornando-se culpados; (14) quando o pecado que cometeram for conhecido, a assembléia oferecerá um novilho como oferta pelo pecado, e o trará diante da tenda da revelação.

 

Deus enxerga muito além daquilo que apresentamos e compeeendemos. Para Deus o homem é um indivíduo e um componente.  Como indivíduo,  cabe a ele optar pela redenção que o sopro lhe provê. Como componente, faz parte de um conjunto de pessoas, uma sociedade. 

 

Além de indivíduo,  o homem também partilha a existência.  A aliança de Deus se dá não somente com o homem, mas com a humanidade,  e a justiça divina reside no equilibrio dos direitos de cada um, o que culmina na justiça social.

 

Neste ponto do texto de Levíticos Deus expressa que o pecado individual também acarreta na necessidade do holocausto pela comunidade. Ele cria um novo panorama sobre o pecado, tirando-o da esfera meramente pessoal para transportá-lo para a esfera da comunidade.  O fato do pecado se dá pessoalmente mas é inserido na circunstância social e, portanto,  existe uma co-responsabilidade entre ambos. Lembrando os textos anteriores, Deus criou as leis e delegou a sua difusão. Pelo sacerdócio,  criou a forma de garantir que as leis fossem conceitualmente perenes. Assim, somos habilitados a desempenharmos nossos papéis sociais evitando as circunstâncias do pecado.

 

Certamente isso nos tenta a imaginarmos que a sociedade tem o direito de policiar ideológica e socialmente os componentes, mas não é isso que Deus quer. Deus é um ser acima de todos e e onipotente. Assim, os rituais ou preceitos morais não influenciam a sua grandiosidade, e o pecado é a contraposição aos mandamentos que, em última instância, são a propagação do amor em todas as ações humanas. A ideia da responsabilidade social está na manutenção do homem como eixo central da teia comunitária e, portanto, a sua preservação como especie através da manutenção da dignidade humana é, enfim, celebrar a Deus. 

 

Em outras palavras,  Deus espera de nós o comprometimento pessoal e social. Pessoalmente, exige-nos que nos entreguemos e compreendamos a sua influência em nossa concepção,  aceitando a sua lanterna no caminho.  Socialmente,  ele espera que atuemos para garantir a existência da raça humana e criação de condições (e não forças) para que a compreensão da lanterna se dê em cada um. Sim, Deus não espera que enjaulemos nossos irmãos para que eles não se percam, mas que apresentemos a todos o caminho em que é melhor seguir, preservando a nossa própria espécie. 

 
Olhando o mundo em que vivemos, percebemos o quanto estamos distantes desse comprometimento social. O individualismo e a ganância gerados pela sociedade de consumo criou seres que não compartilham mais, mas que disputam eternamente. O distanciamento não ocorre somente a Deus, mas também àquilo que nos define como sociedade. Permitir que qualquer pessoa não tenha o que comer é inaceitável para os que compreendem que fomos feitos de um sopro. Isso é uma questão acima de quaisquer profissões de fé, pois o Deus que nos une, seja qual for a religião, requer um comprometimento dual, de ser e pertencer, para o atingimento da libertação de pertencer ao próprio Deus. 
 
Somente sendo e pertencendo retornamos ao sopro original. Nosso comprometimento deve ir além de nossos egos, e varrer toda a sociedade. Garantir a dignidade do ser humano é acima de qualquer necessidade e salvar-se requer necessariamente o esforço de salvar o próximo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s