Dia 7 – Ele Dá Sinais, Conhece o Outro e é o Único Verdadeiramente Justo.

Imagem
 
Genêsis, 24:45
Ora, antes que eu acabasse de falar no meu coração, eis que Rebeca saía com o seu cântaro sobre o ombro, desceu à fonte e tirou água; e eu lhe disse: Dá-me de beber, peço-te.
 
Abraão pediu a seu servo para ir em sua terra natal escolher uma esposa para seu filho Isaque, como era costume na época. Seu servo foi e pediu a Deus um sinal quando encontrasse aquela que havia designado. 
 
E, enquanto pedia o sinal a Deus, Rebeca saiu rumo ao poço de água e fez exatamente como ele havia pedido a Deus. 
 
Deus opera assim. Ele nos conhece e conhece nossos desejos. Ele nos envia sinais de sua existência e, principalmente, de sua devoção em concretizar os desejos que nos torna felizes. Ele não se preocupa tanto em julgar, mas antes em lembrar ao homem o caminho correto a seguir e também de realizar os seus desejos que estejam alinhados ao desejos Dele. 
 
Muitas vezes na vida queremos controlar tudo o que nos cerca para que seja tudo conforme nossa vontade. Nos travestimos de verdades incontestes e, cajado na mão, julgamos as pessoas, as humilhamos, cegos pelas nossas verdades. Além do muro que nos cerca, essas certezas perenes, estão as razões alheias que nossa distância desconhece. Deus, por outro lado, em sua onipotência, conhece além de seus muros e sinaliza a sua presença em todos os lugares. 
 
Ser Deus é coabitar e ser consciente do todo. Ser humano é ser represado em si próprio. Ser social e divino é superar seus muros e conhecer as verdades alheias. Em todos os casos, o julgamento deve ser baseado na capacidade de encontrar a verdade do outro. 
 
Interessante, no caso de Rebeca, que Deus não julgou ninguém. Ele não julgou a ideia de Abrahão, a ausência de Isaque, a devoção do servo, a generosidade de Rebeca ou a certeza que fundamentou a sua família a entregá-la àquele servo que desconheciam. Todos eles confiaram que os outros estavam trabalhando baseados em suas verdades, e que essas verdades eram fundadas na crença em Deus. E isso lhes bastou.
 
Se julgassem, Rebeca não conheceria Isaque, e sua descendência não existiria. 
 
Deus dá sinais. Deus está presente em todos os momentos de nossa vida, e seu julgamento é único, pois ele, que conhece todas as verdades, tem a capacidade única de ser justo. 
 
Olhemos mais seus sinais e menos aquilo que julgamos, limitados por nossas verdades, ser errado. 
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s